segunda-feira, 18 de março de 2013

...Voo Secreto...


Fecho os olhos que em prantos purificando lembranças
Meus pés em plena nostalgia aos poucos deixam de sentir o peso de um chão frio
Subindo ao céu noturno, tudo parece tão pequenino
Deslizando entre as nuvens posso toca-las
Da imensidão de meu céu que agora se torna aos poucos azul, vejo o mar, a única testemunha do meu voar secreto
Consigo ver um sorriso e paz em meu rosto quando bem próximo da água mergulho do ar
E voltando a subir grito louvando a liberdade, a certeza da vitória
Pois acredito
Andar sobre os ventos
Navegar em sonhos
Pois sou
E estou vivendo o maior dos romances, aprender ser terra e céu
Ser simplesmente quem sou
Em fim volto a tocar o mundo que me acolhe
Os passos que deixo na areia se apagam ao viajar das ondas
Apagando, encobrindo as provas de mais sonho alcançado

Nenhum comentário :