segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

...Aonde o ser humano quer chegar?...



Recentemente aconteceu uma tragédia em uma das cidades históricas de Minas Gerais. Acredito que todos saibam, mas, de acordo com as primeiras informações dadas por meios de comunicações uma represa de detritos de minérios rompeu repentinamente, causando um desastre ambiental sem igual em nosso país. Sem contar com as vidas perdidas e lares que jamais serão recuperados.
Às vezes me pergunto onde o ser humano quer chegar, com atitudes mesquinhas baseadas em pura ganância e desleixo com a vida e meio ambiente.
Entre as notícias aterrorizantes funcionários que trabalhavam no local contaram que por volta das 04h30minh sentiram como se fosse um terremoto, e assim começou uma enxurrada de lama misturada com detritos de minério soterrou casas no Distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, na Região Central de Minas Gerais.
Para a conclusão desta notícia conduzida pelos meios de comunicações apenas quero ressaltar que a estimativa é que o estrago ambiental foi maior do que o demonstrado, sendo que outras localidades podem ter sido afetadas atingindo cerca de duas mil pessoas, até então levemente contabilizado.


                Conclusões pessoais: Posso esta falando besteira, mas como mineiro me sinto aterrorizado com uma notícia desse porte, sabendo que até houve fiscalização, no entanto, será que a mesmas foi ou teve seus procedimentos realizados corretamente, será que poucos receberam a famosa propina para que fizessem vista grossa, será que mesmo constatando as falhas algo poderia ser feito para escoar ou aliviar a tensão sobre aquela barragem? Será? Será?
                Acho que agora ficam no ar apenas o será. Perguntas que jamais serão respondidas, afinal muitos acreditam e outros sabem que neste meios nem tudo que reluz é ouro.
                No entanto, mesmo não podendo devolver as vidas perdidas, recuperar a fauna e ou trazer de volta os lares violentados por ambições desenfreadas. Ainda podemos fazer muito, exercitando o coração e tornando a palavra ser humano algo real e físico, fazendo doações que possam ser dirigidas aquele povo tão sofrido e ainda sim, guerreiro.  Não entrarei no mérito ou demérito de dizer o que deve e o que eles precisam, as coisas básicas são óbvias, mas entre todas a mais importante com certeza seria a água.
                Outra coisa que me revoltou, além é claro de boatos aos quais não sei se são verdadeiros, mas saber que pessoas se aproveitaram para vender este líquido tão precioso e que mantém a vida em nosso planeta por custos maiores para aqueles que acabaram de perder tudo, foi o estrago ambiental.
                Faz quase um ano que venho escutando que o próximo verão será o mais quente das últimas décadas e ele já está às portas. Não sei se muitos já pensaram sobre isso, mas um estrago desta magnitude apenas comprava o quanto estamos preocupados com a natureza. Por ações assim não é difícil imaginar o porquê o planeta continua a aquecer-se e desequilibra-se.
                Apenas sei que é tarde de mais para chorar sobre o leite derramado, arregaçar as mangas e travar um bom combate é o caminho daqui pra frente.
                Não há mais como nos escondermos da responsabilidade, ou admitimos que somos humanos, cometemos erros sim, porém podemos também consertá-los, e agir em pró da nossa família humana.
                É hora de solidarizar-se, ajudar, doar, e construir os passos de um mundo melhor.


(autor da imagem desconhecido)
 
Tomara que algum dia tudo volte a ser como era antes.

Nenhum comentário :