segunda-feira, 26 de junho de 2017

...Às vezes tento entender...

É estranho viver em um mundo onde a dor e a vitória acompanham-no como grandes amigas
Suas lágrimas tornam-se a estrada e o único destino leva-o à morte
Cada passo traz consigo a ternura de uma esmagadora solidão
E a culpa o atormenta gentilmente, como se o veneno deixasse um gosto doce em seus lábios
Você implora por forças mesmo ao ver toda escuridão envolvê-lo
A carne triturada já não suporta as tentativas de se mover
Com a mente reduzida a retalhos até o futuro parece dizer adeus
Restando o vazio onde seus gritos se perdem
Neste mundo só restou você
Uma fera cansada demais para lutar
 Vagando entre árvores sem vida
 Desejando que o sono consuma-o e transforme as mentiras em um pesadelo

Pois apenas um momento diferente em sua vida tornou-o fantasma de si mesmo

Nenhum comentário :