sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

...Acompanhem a grande inspiração de Jefferson Maia, no terceiro dia de Exposição Virtual...

Contratorpedeiro Pará
Acrílica sobre Tela - 40x50



Personalidade e talento, um brinde à arte, conheçam Jefferson Maia.

Girassóis
Acrílica sobre Tela - 40x50
Jefferson Maia, nascido no Rio de Janeiro em abril de 1964; ex-profissional do mergulho profundo na Bacia de Campos, tornou-se tetraplégico aos 23 anos por acidente; após a reabilitação física foi atleta em algumas modalidades do paradesporto culminando capitão da primeira Seleção Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas (2008).

Hoje, é Pedagogo e Artista Plástico, atuante na carreira, desde 2009, adaptado com a tetraplegia e limitação nas mãos pintando com a boca, bolsista exclusivo da Associação Pintores com a Boca e os Pés (www.APBP.com.br) com obras mundialmente reproduzidas bem como diversas atuações em mídia, apresentação de pintura ao vivo, exposições em galerias, salões e concursos; atuando ainda como Palestrante Facilitador Motivacional e Coordenador de Oficinas de Arte Inclusiva.
Tiro com Arco Paralímpico - 40x70
Ilhas Gregas - 50x40
Acrílica sobre Tela

Resultados: § Iº Troféu Beija-Flor – RIOVOLUNTÁRIO, Dez 1997; § Condução Tocha Parapanamericana 2007; § Moção de Congratulações Câmara de Mesquita, Abr 2010 ; § Moção de Congratulações Câmara Federal dos Deputados, Fev 2013; § Moção de Congratulações Câmara Municipal do Rio de Janeiro Jun 2015; § Medalha da Vida Operação Lei Seca – Alerj 2014; § Condução da Tocha Olímpica Jogos Rio 2016; E, além das premiações desportivas, hoje, de notoriedade artística com Menções Honrosas, Certificados, Medalhas e Troféus em salões de artes.

Por isso, na arte tento sintetizar meu olhar e percepção pelo que considero belo, aprendendo e aprimorando técnicas, literalmente viajando no mundo das cores e formas, me realizando nos resultados e, cada vez mais me perder no tempo me sentindo capaz!

·       Todos podem ter um lugar ao sol! O sentido de Inclusão permeia em como podemos nos sentir em harmonia com o meio comum, ou seja, simplesmente viver fazendo parte do todo; assim como uma das cores que compõem um belo quadro, pelo que se vê no que sente e como se define.

Participações em Exposições anteriores:
1º ano: https://espelhodaseras.blogspot.com/2015/12/terceiro-dia-de-exposicao-dos-pintores.html
3º ano: https://espelhodaseras.blogspot.com/2017/12/as-cores-que-ressaltam-no-olhar-de.html

Todos os direitos autorais são reservados para a Associação de Pintores com a Boca e os Pés (http://www.apbp.com.br/)

Um comentário :

Jefferson Maia disse...

Mais uma vez deixo gratidão e congratulo m louvor ao seu empenho e iniciativa.
Excelente campanha.
gd abç