segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

...Mais um ano demonstrando evolução e arte, Thiago Ribeiro Santos...


 Em 1995 sofri um acidente, ao atravessar uma rua por trás de um ônibus, fui pego por um motorista que não tinha visão completa. Ao ser atropelado fui jogado em cima de um paralelepípedo, meio-fio, em BH, ficando tetraplégico, após uma lesão na segunda vértebra cervical.


Uma batalha se iniciava, buscando a vida. Um ano e quatro meses passei morando em hospitais na cidade onde sofri o acidente. Reaprendendo a viver e cuidar de mim.
Aprender na prática o que significa superação não foi fácil.
Ver e crescer com estas impossibilidades trouxe grandes lições.
Como amar e realmente me importar com as pessoas ao meu redor.
Em 2005, pude realizar um grande sonho: escrever meu primeiro livro, Esperança sem Fim, no qual conto minhas experiências e como foi a vida até aqui, a forma que aprendi a ver o mundo, a forma que aprendi a interagir com ele.

Grandes coisas vieram a partir disso, saber que tudo era possível, saber que a vida continua e desistir jamais.
Hoje, como escritor e artista plástico, graças a um amigo que muito me ajudou a realizar este sonho, venho construindo um pouco do que sou e que quero ser.
Sempre haverá lutas, o mundo dirá que não, mas para aquele que continua tendo esperança e vontade de lutar, até mesmo as grandes tempestades tornam-se leves brisas.
Só a vontade nos faz continuar, superando limites, transformando desafios em sonhos, transcendendo a realidade e fazendo de um sorriso uma oração.




Todos os direitos estão reservados à Associação de Pintores com a Boca e os Pés.

Apresentações deste artista em Exposições anteriores:
1º Ano: http://espelhodaseras.blogspot.com.br/2015/12/hoje-encerramos-exposicao-de-natal.html
2º Ano: http://espelhodaseras.blogspot.com.br/2016/12/pintor-tetraplegico-se-supera-no-5-dia.html
3º ano: http://espelhodaseras.blogspot.com/2017/12/artista-com-boca-no-encerramento-da-3.html

Nenhum comentário :