Mostrando postagens com marcador Despertar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Despertar. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

...Os tempos mudaram...

Os tempos mudaram.
Em meio a uma confusão de opiniões religiosas, políticas, e de mídias inescrupulosas e manipuladoras, grupos populares ditos como formas de alcançar direitos específicos à sua classe correspondente na sociedade, levantam-se com certo furor de forma a serem respeitados pela força, mas que, na verdade tentam conquistar, dividir, repartir e transformar deveres em privilégios sem consequências. Tornando o poder algo inconsistente e manipulável a conhecedores de brechas jurídicas e morais.
Comecei o texto de forma singular, até complexo de ser entendido, pois vejo pessoas que não compreendem o que vivem. Temos inúmeras opiniões e pontos de vista sobre todas as áreas e temas possíveis. Mas torna simples de entender desta seguinte maneira:
Poderes antigos que, há algum tempo, governavam opiniões, perdem força. Nossas mídias cresceram desta forma e hoje lutam para manter-se vivas. Em paralelo, hoje formam-se opiniões ditadas por mídias que há muito beiram à inconsequência, a internet ganha um grande espaço, sem o compromisso da verdade, não que a mídia que consideramos profissional exerça alguma responsabilidade também.
Foi-se o tempo que uma notícia, dirigida por meios inescrupulosos que visam apenas manter o medo e a raiva como forma de controle, tornara-se lei incontestável. Porém, pensando da mesma forma, não podemos manter um padrão moral apenas pensando com o mundo em constante transformação.
Leis devem ser transformadas, pensamentos públicos precisam crescer e pessoas entender que antes de sermos negros, homossexuais, mulheres ou qualquer outra divisão fenotípica somos humanos. Leis precisam ser pensadas em todos nós antes de um grupo específico. Muitos dirão que isso já existe, mas quero dizer: “Chega de cotas, chega de privilégios à um grupo apenas”, quero respeito a todos, quero o direito de ter um emprego de acordo com minha capacidade, um salário justo, uma vida sem tanto medo de sair de casa, quero um mundo como todos querem.
Utopia, pode até ser, mas cansei de ver injustiças, feministas lutando por direitos que já tem, afro-brasileiros encontrando um meio de se diminuir para poder crescer, ou qualquer outro grupo simplesmente não sabendo o que quer, mas querendo tudo o que há.
Sim, é um momento de se tomar cuidado, pois partidos transformam ideologias em pequenos conflitos que inebriam mentes, afinal, enquanto tantos lutam pelo nada, onde seus ideais tornam-se armas contra si mesmo, poucos conseguem enxergar além, a realidade é que enquanto houver separação, aqueles que se dizem espertos confundem, destroem, simplesmente com teorias absurdas. Pois a moral é uma: amar, respeitar e ser respeitado, não faça a outros o que não querem que seja feito a você.

Faço um apelo à consciência, dos poucos que lerem este humilde texto, não nos definimos por sermos homens, mulheres, homossexuais, cristãos, umbandistas, ou qualquer outro tipo de denominação. Nos definimos por sermos humanos, e como humanos precisamos entender que onde acaba o meu direito começa o do próximo.
Como nota final, agora que temos a chance de mudar, pensem no que querem pro futuro do Brasil, votem conscientemente.

segunda-feira, 23 de julho de 2018

...O grito e o despertar...

Todos se reuniam
O cavalgar
O sonhar
A respiração demonstrava o nervosismo da palavra
De espadas na mão e uma voz no coração
Gritavam e corriam, avançando contra o inimigo
Nossa vontade era de fugir, mas a liberdade estava a proferir
Por um país melhor, pelo nosso lar
O sentimento pelo qual valia lutar
Corpos ao chão em um brandir de uma arma
Que vire uma canção este som
A voz do trovão
E de meio a esta confusão
Há aquele que grite
Liberdade ou morte
O som da minha sorte
Por um país melhor
Pelo ideal a se construir
Meu Brasil a surgir
A germinar uma nação
Onde viverá o meu coração.
Independência ou morte - Pedro Américo

Obs: Poema recitado pelo Vinícius num sarau em seu colégio.
Autoria de Thiago Ribeiro

segunda-feira, 9 de abril de 2018

...Asas de papel...



Do alto podia ver, em um breve voo sobre asas de papel
Lágrimas lançadas ao mar, inundando, levando gritos que sumiam entre as correntezas.
Arrastando tudo ao nada, manchando cores, silenciando vozes
Sombras seguiam famintas a devorar sonhos e medos, sob um céu avermelhado
Levando, tragando suas vítimas, que outrora podiam sorrir.
Entre ruinas em chamas, o tempo tornava a dor maior
E o frio feria como faca, um olhar que só tinha a oferecer suas orações vazias
Piados de uma pequena ave a clamar por um qualquer que pudesse ajudar
Voando o mais rápido que suas asas rasgadas permitiam
Enfrentando o fato de que ali nada poderia fazer
Lutando contra tudo que lhe dizia estar errado
Que assim se mataria, que assim a morte o levaria também
Teimava como em um ato de fé, arriscando seu futuro quebrado, alegria fugaz, sonhos queimados, vida incapaz, alma rompida.
Sempre soube que não haveria nada a fazer, mas acreditar e ir até o fim fosse o certo, tudo que poderia ser feito
Em meio à chuva e o mar, que se tornara rio, invadindo e destruindo tudo em seu caminho.
Pois para continuar respirando e tendo a última e única forma de acreditar, todo o fim e feridas ainda fossem necessárias.
Uma única alma alada a tentar resistir à destruição.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

...Vontade...

Anseio em despertar, quebrar as correntes que atam meu coração.
Abrandar a dor que faz das lágrimas um precipício sem fim.
Caio sem temer o céu, apenas crendo em um milagre.
Ouvindo a voz em mim gritar, clamar a liberdade.
E ouvindo a resposta dos ventos, sei que posso voar.
Asas de luz, um mundo azul, flutuar em lembranças, um sonho em pleno ar.
Tomo em minhas mãos a responsabilidade de quem sou, de quem quero ser.
Uma estrela cadente a iluminar caminhos.
Um andarilho que busca sabedoria.
Um coração que ama.
Acreditando em cada vida, seguindo por todos os sonhos, vencendo a dor.
Através de uma inspiração ou de minha própria vontade.

Sigo crescendo, perdoando, cultivando em mim mesmo como o guerreiro que sou.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

...Uma Estrela Chamada Amor...

Aguardo a Lua e a chuva
O momento só meu
Onde o som da minha voz ecoará por todos os lugares
Fazendo você me ouvir
De joelhos ao chão
E com mãos apertadas, dedos de encontro às palmas, como em soco
O mais forte que eu puder
Nesse momento a liberdade se fará presente
A noite voltará a ser estrelada
E a chuva voltará a lavar minha alma
Um tempo onde as respostas não passarão de um singelo sorriso
E mais uma vez gritarei
Um urro que só será compreendido por ti
Você que observa cada passo
Você que vê por trás de cada lágrima
Mas que crer!
Sei que esse momento chegará
Onde a dor não se prenderá mais ao meu corpo
E o impossível alcançarei com a ponta dos meus dedos
Por isso mantenho a fé
A coragem de não desistir
Por está ilusão que transformo em sonho e será minha realidade
Neste dia você responderá
Fazendo soar a sua voz de trovão
Iluminando o céu
Com relâmpagos, uma, duas, dez vezes
Em nossa secreta comemoração
Brindando a vida
O crescer
O despertar
Que viajará em cada vida
Propagando-se como uma onda
No tempo que jamais se esquecerá
Da guerra que passou
Hoje ainda é tempo de lágrimas, mas a cada dia
Quebro as correntes que me cercam, que me atam
Em um sussurro de confiança
Em você que cultuo como o amor
E com a força deste amor,
Vencerei.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

...Passos...

Meus olhos bem abertos visam o caminho
Armadilhas, desafios, barreiras a superar
Um destino a enfrentar
Será que conseguirei, será que merecerei
As respostas soltas ao ar
Sempre mais perguntas a me confrontar
Apenas sei que não desistirei
Apenas sei que lutarei
 Só assim o mundo faz sentido
Só através das minhas lágrimas
Eu encontro a paz
Neste caminho, evoluir, crescer
Nada foi escolhido, apenas imposto
Mesmo assim, é tudo o que sempre quis
Viver para aprender

E vivendo alcançarei quem realmente sou.

domingo, 12 de julho de 2015

...Minha Redenção...

Sobre colinas verdes aguardo
Um sonho, meu chamado, apenas outra ilusão
Olho o céu buscando paz
Sem palavras o azul me envolve
E cada brisa lembra-me a liberdade perdida
Lagrimas queimam como fogo
Lembranças de guerras sem fim
O desejo de deter as areias do tempo persegue-me como a uma sombra
Mais uma vez abro meus olhos, o sol sempre a sorrir
A terra a me chamar para um milagre que somente eu posso realizar, viver
No sussurro das estrelas compreendo, somos todos iguais
Sobe o manto de sombras das folhas a luz vem me encontrar
Em um amor capaz de abraçar tudo e a voz que só meu coração pode ouvir
Insiste em dizer, cantar, confortar:
Não tema, sempre o amei
Não temas, para sempre o amarei
Uma canção que faz nascer flores
Sinfonia que cura almas
Oração do meu perdão
Um milagre e minha redenção

terça-feira, 18 de junho de 2013

...ACORDA BRASIL !!!...

A todos nós que sempre lutamos para acordar o Brasil, os brasileiros, o mundo, temos o mesmo sentimento, uma mistura de felicidade em ver que muitos estão acordando, mas tristeza por tudo ter que ser tão difícil. Tá na hora de levantar a voz e não desistir, este é o primeiro passo, não nos escravizarão mais por causa de bolsas, esmola e nem com promessas falsas. É preciso lutar com sabedoria, e nas próximas eleições, pesquisar, colocar gente honesta, e se só nos oferecer corruptos, que todos nem votem. Sei o que significa, mas, não é por 20 ou 40 centavos, é pela dignidade para que o Brasil realmente cresça, para que sejamos exemplo para o mundo. E ninguém mais tenha que morrer em hospitais com atendimentos precários, para que a Justiça persevere, para que haja salários justos, aos profissionais que realmente tenham o poder nesse país, professores, policiais, médicos, todos estes profissionais que realmente cuidam da gente.
DIGAM NÃO À IGNORÂNCIA, É HORA DE NOS MOVERMOS
QUE SEJA ATRAVÈS DA PAZ, MAS, QUE NUNCA RECUEMOS

FRENTE ÀS BATALHAS QUE VIRÃO !

segunda-feira, 10 de junho de 2013

...Nascente...



Novamente posso lutar, vida e esperanças transbordam de meu sonho de voar

Me sentir livre nada mais é que fechar os olhos e poder sonhar

Sem medo de cair ganho asas, tendo em mim a paixão pelo viver reaprendo a cada dia a amar

O valor de um abraço, a importância de sorrir

E mesmo que o destino traga-me lagrimas as tornarei de felicidade

Pois amo a chuva, o sol, a lua e todas as estrelas

segunda-feira, 3 de junho de 2013

...Passado, Presente, Futuro...



 Tempo que me remete ao passado, lembranças, sonhos, lições aprendidas e guardadas como em um museu.
         Em busca dos tempos futuros, erguendo estas mãos que podem construir, conquistar, deslumbrar o esplendor de um desejo.
         Assim vivo os suspiros do presente, transformando, transcendendo, vivendo a doce realidade que é o despertar.
         Mais um incansável moldando sonhos e a mim mesmo para abraçar e proteger tudo que amo, vivendo ideais de cristais.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

...Trigo...



Grato por viver entre estas pessoas que como trigo crescem, amadurecem, dão frutos.

Incríveis, não percebem que plantam milagres todos os dias, grandiosos, inigualáveis, únicos.

À imagem e semelhança do criador, do amor.

Minha família amada, escolhida dádiva.

Obrigado por poder compartilhar estes dias com vocês.

Nesta plantação, entre trigo, sou apenas uma semente, crescendo, aprendendo com exemplos, mergulhando neste mar de trigo.

segunda-feira, 18 de março de 2013

...Voo Secreto...


Fecho os olhos que em prantos purificando lembranças
Meus pés em plena nostalgia aos poucos deixam de sentir o peso de um chão frio
Subindo ao céu noturno, tudo parece tão pequenino
Deslizando entre as nuvens posso toca-las
Da imensidão de meu céu que agora se torna aos poucos azul, vejo o mar, a única testemunha do meu voar secreto
Consigo ver um sorriso e paz em meu rosto quando bem próximo da água mergulho do ar
E voltando a subir grito louvando a liberdade, a certeza da vitória
Pois acredito
Andar sobre os ventos
Navegar em sonhos
Pois sou
E estou vivendo o maior dos romances, aprender ser terra e céu
Ser simplesmente quem sou
Em fim volto a tocar o mundo que me acolhe
Os passos que deixo na areia se apagam ao viajar das ondas
Apagando, encobrindo as provas de mais sonho alcançado

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

...O quanto a dor é importante?


Em uma maca fria, corpo dilacerado assim começa a batalha...
Em um piscar de olhos tudo parece jogado ao vento, há dor, há lagrimas. O vazio parece aumentar sem se importar com o quanto a força presente tente combate-lo.
Sim, sentido não há, apenas lançado ao mar gélido sei que ainda vivo.

Se erguer é uma escolha?

Sim, no mais profundo abismo só me resta lutar...
Encontrar-me para entender, a verdadeira força só nasce da decisão, onde sim é sim e não é não.
Expandir o espirito ao limite, abrir o corão às lições.
Não, a dor pouco importa, quem sou, supera o medo e a fé se torna uma extensão de mim.

E os sacrifícios?

Trazem dor sim, mas não labuto por recompensas, nem por misericórdia?
Enfim meu caminho reflete minha alma...
Perseverança constrói vitórias, assim termino mais uma trilha.
Pelos sorrisos, crendo no amor, sendo fé.

Sacrifícios não passam de moedas...

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

...O Sopro que Sou...


Acordo de um sonho, ilusões que me prendiam
Corações atados
Acordo para vida com força e esperança
De trilhar meu destino escolhido
Pois caminhando nas estradas dos meus sonhos,
Barreiras são apenas mais um desafio a se superar
E agora que o impossível não existe, ergo-me
Como as chamas imortais que queimam em meu coração.
O sonho não acaba aqui é apenas mais um começo
Mais uma vida
Mais um despertar
E com a voz do trovão, que emana da minha alma
Desafio os céus a deter-me
E a Terra a segurar-me
Pois juro que voarei e assim como sempre foi
E para sempre será
Serei livre
Serei completo

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

...Templo...


- Amar, liberdade de não poder andar, viver sem rancores, sem a dor e peso que é acordar sem abrir um grande sorriso.
- O escolhi para ver, as flores são meus presentes, provas do meu amor, entrego aos seus cuidados a vida de cada uma delas e ofereço o dom de poder sentir o perfume de suas belas irmãs.

- Filho que tanto amo, o escolhi para ver, o céu, manto de luz, o criei para cortejar a vida, é uma das provas que o amo, ao dia azul como uma joia, a noite estrelada, revelando todo meu reino aos teus olhos.

- Sim, o amo tanto que citando poemas, o escolhi para ver, que podes gerar vidas, formar famílias, cultivar esperanças, se alimentar dos frutos, fazer crescer o amar em si.

- Podes ver? Criei o sol para lhe aquecer.
- Vivo em ti, tu que és minha imagem e semelhança, que és fruto do meu amor, o criei para ver que minha imagem é amor.
- Me alegra ver, andas crescendo e por isso vim revelar o que ainda não podes ver.

- Seu coração é meu templo, por isso amas a todos seus irmãos, sua vida meu espelho, somos semelhantes no amar incondicionalmente, seu espirito minha justiça, assim perdoamos, seu sorriso é meu sorriso.

- Mas preciso de um favor, vim pedir...
- Continue, construa pedrinha por pedrinha, tantos contam com sua força, com seus sorrisos.
- Não será fácil, muitos se esqueceram do caminho, mas são estes, os que mais ferem, destroem, choram, que mais precisam de ti.
- Apenas farei isso com você que é meu filho amado, que criei para ver, ouvir, sentir...

- Não estará só, tens a mim, pode me chamar de Deus, Pai, Filho, Irmão, Amor...

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

...A Essência da Vela...

         Olho profundamente para as chamas sinto-me também observado por elas, energia, força, firmeza do ser em ser o que é, brilha em seu interior.
         Equilíbrio da criação, preservação e destruição. Complemento do todo em um, em mim.
         E até em seu tremular há a decisão, pois sua vida depende do calor gerado, do queimar da alma.
         Seu corpo, denominado vela, não mais que um mero recipiente que conduz uma vontade, orações são confiadas a sua fé como um mensageiro e lágrimas são ofertas sinceras.
Coragem alimentada por um sonho, o de não acabar.
Assim meu coração acende mais uma vela, eterna esperança de ser uma chama em súplica a verdadeira vida, ao verdadeiro amor.