Mostrando postagens com marcador Poemas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Poemas. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 19 de junho de 2017

...Folhas Perdidas...

Lembro-me de você naquele vestido branco
Às vezes, com olhos verdes, e outras, seus olhos da cor do mel
Dançava e sorria
Olhava-me como se eu fosse o único
Vidas e sombras passadas
Escolhas sem escolhas
Mais cem anos a esperar
Um tempo que não sei se voltará
Um dia perceberá a verdade, pois além do amor, ela brilha e nos chama
Talvez, quem sabe, apenas esse tempo foi nos dado para reparar todas aquelas folhas que guardamos como lembranças
É difícil vê-las secarem
E mesmo as que cristalizaram e se tornaram permanentes
Perderam seu brilho
O futuro não me assusta, muito menos o presente
Sei o que me espera
Mais uma vez perseguidos por aquelas feras
Mas dessa vez, não há o pilar de luz para nos salvar
Como me sinto vazio em saber que em forma de luz viajei por eras, tempos, dimensões, espaços
E apenas um não, conseguiu quebrar todas as vezes que alguém em um passado inlembrável disse, não
O que conforta é que, dessa vez, houve escolha
Mesmo sem a coragem de me olhar nos olhos, sendo eles verdes ou mel
Mas essa dor é só minha
Agora fico com aquela lembrança
Vivo com aquela imagem
Entre danças de salão que nunca poderei ter

E o toque que jamais poderei esquecer

terça-feira, 9 de maio de 2017

...Enfim a Escuridão me Encontrou...





Enfim a escuridão me encontrou
Rasgando, devorando quem sou
Deixando um vazio que outrora chamei de amor
Sem explicação
Sem razão
Imerso a esta dor retorno às lagrimas
Meu tesouro passado
Lembranças perdidas
Estradas de sombras a tanto esquecidas

Enfim a escuridão revelou
A miséria de mais um perdedor
Caído
Dilacerado
Envergonhado
Diante de sua missão
Não pode proteger ao menos um coração
O meu
O seu
Derrotado, caminho sem rumo
Às margens de um sussurro

Enfim a escuridão destruiu
Os sonhos que ardiam em mim
Sem volta
Resta apenas andar
Ecoando sua voz fria no ar
Perdido sem lar
Pois enfim a escuridão me encontrou

E sorrateira como a morte minha alma levou

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

...Sentido do Meu Luar...

Neste olhar perdido, encontro o luar
Luz que me faz flutuar
Espirito que perdi
Sonho desperto
Tempo de ilusões
Suspiros e paixões
Gentil canção a tocar a alma
Fluir o que há de melhor em mim
Voar assim, mergulhar nos meus desejos
Ser completo e livre para amar
E novamente me perder na luz do teu olhar
Que todas as estrelas testemunhem este sonho
E o manto da noite acalante o viver
Em busca de um novo amanhecer
Lagrimas a percorrem os sentidos

E novamente sem sentido voltar a você

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

...Passos...

Meus olhos bem abertos visam o caminho
Armadilhas, desafios, barreiras a superar
Um destino a enfrentar
Será que conseguirei, será que merecerei
As respostas soltas ao ar
Sempre mais perguntas a me confrontar
Apenas sei que não desistirei
Apenas sei que lutarei
 Só assim o mundo faz sentido
Só através das minhas lágrimas
Eu encontro a paz
Neste caminho, evoluir, crescer
Nada foi escolhido, apenas imposto
Mesmo assim, é tudo o que sempre quis
Viver para aprender

E vivendo alcançarei quem realmente sou.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

...Outono...

Vejo as folhas secas a rolar pelo quintal
Empurradas pelo vento
Sem destino certo
Apenas seguindo sua natureza
Seguindo seu ritmo
Quebradiças são levadas umas contra as outras
Contra as árvores
E com brisas mais fortes, contra elas mesmas
O mover chega a hipnotizar
A refletir
Rogar que pouco pareça com meu coração
Estas folhas já sem forças
Folhas sem destino
São guiadas ao desconhecido
Folhas sem alma
Folhas sem fé
Como os jardins de corações solitários
Jardins de lamentos

Outono de folhas caídas

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

...O Fantasma da Ópera...

Uma sombra, um anjo, uma voz na escuridão
Ouço este sussurro em meu coração
Esta voz de gelar a alma convida-me a um sonho
Será que é só um sonho?
Um doce sonho?
Ou um fantasma que canta melodias de morte?
Enfrente a este espelho vejo tua face
Um espirito que canta
A alma da musica que ressoa em mim
Seguindo o sopro gélido vejo-me enfeitiçado
De mente e alma arrebatados apenas enxergo a máscara
Apenas canto
E em um encanto me perco em sua voz

Nesta fantasia em minha mente

domingo, 12 de julho de 2015

...Minha Redenção...

Sobre colinas verdes aguardo
Um sonho, meu chamado, apenas outra ilusão
Olho o céu buscando paz
Sem palavras o azul me envolve
E cada brisa lembra-me a liberdade perdida
Lagrimas queimam como fogo
Lembranças de guerras sem fim
O desejo de deter as areias do tempo persegue-me como a uma sombra
Mais uma vez abro meus olhos, o sol sempre a sorrir
A terra a me chamar para um milagre que somente eu posso realizar, viver
No sussurro das estrelas compreendo, somos todos iguais
Sobe o manto de sombras das folhas a luz vem me encontrar
Em um amor capaz de abraçar tudo e a voz que só meu coração pode ouvir
Insiste em dizer, cantar, confortar:
Não tema, sempre o amei
Não temas, para sempre o amarei
Uma canção que faz nascer flores
Sinfonia que cura almas
Oração do meu perdão

Um milagre e minha redenção

segunda-feira, 15 de junho de 2015

...Mariache...

Diante da fogueira sinto o arder das chamas
O envolver do calor
A dança entre laranja e o vermelho, vermelho e laranja hipnotiza, distrai um corpo cansado
E a cada estalo, lembranças de um passado distante
Fecho os olhos e viajo nos acordes do violão
Apenas o fogo eu a compor
Sua luz afastando a escuridão
Meus sons acompanhando a beleza do luar
Como plateia apenas os vagalumes e meu cavalo

A varar mais um anoitecer e tocar até o dia amanhecer

segunda-feira, 8 de junho de 2015

...Filho do Sol, Lar entre as Estrelas...

Mais uma vez me levanto contra a dor
Um amante da vida, defensor do meu caminho
Um filho do sol
Transcendendo o desespero
Em busca da luz
De um novo dia
Não desistirei
Me transformarei mil vezes se assim for preciso
Tendo minhas lagrimas como lembranças de batalhas vencidas
Seguirei
Atravessando o fogo
Com a esperança que escutem minha voz
E mesmo em meio a escuridão
Não temerei
Pois mais densa já foste esta floresta
E mais alto os obstáculos
Nada me impede de voar
E como quem sou, olharei somente para frente
A espera que todas as estrelas se lancem do céu
Tornando-se um lar, meu lar

segunda-feira, 25 de maio de 2015

...Magia...

Em volta da fogueira passos, laços, cores, amores
Ao som de sinos, encantos são declamados ao luar
Magia e mistério, canções, corações
Dança a cigana embalada pelo frio da terra
Sua face aquece ao dourar do fogo
Inspirando o frescor do ar
Seguida pelo balé das flores
Iluminada ao sereno prateando a pele
Colorindo a noite
Um sortilégio
Um dom
O guiar da vida

Prazer em sonhar

segunda-feira, 11 de maio de 2015

...Entender...

Imóvel sobre uma colina vejo o vento passar
Ondulações sob o manto verde
Formas esbranquiçadas ao céu
O ouro nascente posto no horizonte
Suspiro divino que inspira e expira esta alegria do viver
Pois hoje aprendi, sou rocha, imóvel perante a dor, paciente em busca da sabedoria
Sou grama, verde festejam-te em mais um dia de crescimento
Eterna nuvem transformando formas em arte me tornou
Num calmo ir e vim de acordo com a maré
De acordo com o renascer do sol

segunda-feira, 4 de maio de 2015

...Em Cada Ser um Paraíso...

Encontrei um paraíso de árvores frondosas e flores douradas
Lugar que ainda existe dor, mas não é o centro da vida
A chuva purifica
O vento trás consigo a canção dos anjos
Um louvor de vida
Onde corações puros possam descansar
Em meio à luz e ao perdão
Um lar que como o oceano abriga, protege e enche de esperanças
Um paraíso para nós dois
Um paraíso para todos nós
Vive no pensar, na maneira de olhar
Na capacidade de transformar
Em fazer de cada céu um paraíso.

Em cada paraíso um ser.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

...Chuva de Verão...

Entre as gotas de chuva pude ver sonhos
Cada coração uma canção
O sentimento de superar a dor
A vontade da vitória                                                   
Em cada gota uma história
Sorrisos e lágrimas
Buscando, forjando milagres
De pés no chão, envolvendo estrelas com as mãos
Em um sussurro de fé que chama o sol, a paixão
E quem sou nesta imensidão
Luz?
Calor?
Amor?
Emoção!
Um suspiro de vida
Eterna ilusão
Mais uma gota de chuva

Chuva de verão

segunda-feira, 6 de abril de 2015

...Cavaleiro...

Haverá dias que o sol em repouso ameno despertará com um tímido sorriso, nestes dias as nuvens acinzentadas parecerão cobrir todo o céu, encobrindo as promessas de um presente feliz.
Na dor não vemos mais todos que lutam por nós, que mesmo em lágrimas erguem como heróis ao nosso socorro.
Abro meus olhos em coragem para a cada manhã segurar sua mão e mostrar que após as tempestades virá a luz, como um cavaleiro busco minha honra em seus sorrisos e mesmo às vezes tropeçando e caindo de joelhos volto a acender o fogo que há em mim.
Lutar a cada suspiro desejo, pois sei o que espera por mim.
Assim quero estar por ti, afastando cada escuridão de seus passos, conduzindo nosso futuro ensinando-a a acreditar.

Apenas retribuindo o maior presente que já ganhei, seu amor!

segunda-feira, 30 de março de 2015

...Amém...

O futuro o aguarda
Com um belo sorriso e braços abertos
Mesmo que haja desafios
Feche os olhos e ouse mais uma vez sonhar
Pois o sol e as nuvens acariciam cada desejo
E a esperança nunca morre
Então agradeça por mais um dia
Por mais uma chance
Por mais este presente
Que a vida guie cada coração a alcançar o infinito

E cada alma ao amor

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

...Ouço o som da chuva...

Ouço o som da chuva, o vento que me faz flutuar em lembranças a cada sussurro.
Em frente à janela do quarto vejo o tempo passar.
Árvores a dançar, nuvens a chorar em busca do encontrar.
O mundo parece cinza.
Tudo lá fora se move tão lentamente e em mim, o coração apenas bate, ressoa solidão.
A espera de uma promessa muda, salvação.
Envolvido pelo frio encosto meus dedos nas vidraças, desejando sentir uma vez mais. as lagrimas do céu, apenas mais uma vez. Abraço meus abraços e sendo como cada gota prateada que vejo cair, me lanço de encontro ao que sou. Uma vida cadente em sonhos ardentes.
Em amar apenas um mortal, nas letras um imortal.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

...Hoje e Sempre...


Quando o sol nasce.
A vida desabrocha, em cada campo há esperanças, a vontade de sonhar guia passos ao futuro.
O desejo de liberdade remove, extingue o sofrer, sorrisos e inspiração conduz uma indescritível felicidade.
Renasce o espirito, a vontade de amar, um coração tomado pelo desejo de vencer.

E sendo um só com o céu posso voar hoje e sempre eu.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

...Nascente...



Novamente posso lutar, vida e esperanças transbordam de meu sonho de voar
Me sentir livre nada mais é que fechar os olhos e poder sonhar
Sem medo de cair ganho asas, tendo em mim a paixão pelo viver reaprendo a cada dia a amar
O valor de um abraço, a importância de sorrir
E mesmo que o destino traga-me lagrimas as tornarei de felicidade
Pois amo a chuva, o sol a lua e todas as estrelas

segunda-feira, 3 de junho de 2013

...Passado, Presente, Futuro...



 Tempo que me remete ao passado, lembranças, sonhos, lições aprendidas e guardadas como em um museu.
         Em busca dos tempos futuros, erguendo estas mãos que podem construir, conquistar, deslumbrar o esplendor de um desejo.
         Assim vivo os suspiros do presente, transformando, transcendendo, vivendo a doce realidade que é o despertar.
         Mais um incansável moldando sonhos e a mim mesmo para abraçar e proteger tudo que amo, vivendo ideais de cristais.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

...Doce Amar...



Seu jeito, teu olhar, minha razão de amar
Encontrei em teus passos meu caminho, seus braços meu lar
Um grande amor verdadeiro que nem cabe no peito
Um lindo sonho é para mim teu sorriso, as portas do paraíso
Desejo a todas as estrelas cadentes que deem-me o maior presente
Seus beijos, teu tocar que estejas comigo, meu sol, meu mar
De agora até sempre meu amor, só quero te amar